A Câmara do Porto desafia a comunidade de empreendedores e inovadores da cidade a participar na Convocatória Aberta do ScaleUp Porto. O objetivo deste concurso de apoio ao Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia é dinamizar o ecossistema local com novas ações, durante o ano em curso. Setenta mil euros é a verba global a atribuir ao conjunto de propostas selecionadas.

Com a Convocatória Aberta do ScaleUp Porto, o Município apoia o surgimento de novas iniciativas de dinamização do ecossistema local ao longo deste ano. O período de candidaturas abriu hoje e decorre até 4 de março de 2018.
Um verdadeiro ecossistema só existe quando todos colaboram e se alinham sob uma missão. É este o espírito que anima o ScaleUp Porto. No seu âmbito, a presente convocatória surge para “aumentar o impacto das ações realizadas pela comunidade de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia da cidade”. Com o foco nestas três vertentes, são convidadas a propor atividades as organizações com delegação ou sede no concelho do Porto.

Uma vez cumprido o período de candidaturas, um júri decidirá, com base no impacto que as propostas terão no tecido empreendedor da cidade, quais os projetos selecionados.
Para o apoio às dinâmicas a implementar, a Câmara do Porto disponibiliza 70.000 euros, a partilhar por vários projetos. Cada atividade – a acontecer obrigatoriamente até ao final de 2018 – poderá receber um máximo de 10.000 euros. Esta ajuda financeira poderá não colmatar o valor total das necessidades do projeto submetido, mas funcionará sempre como um dínamo para a organização das iniciativas propostas.
Recorde-se que a primeira Convocatória Aberta do ScaleUp Porto realizou-se em 2017. Numa edição de estreia bem-sucedida, com 50 candidaturas validadas, foram selecionadas oito atividades, que decorreram até ao final do ano e revelaram a capacidade de envolvimento da cidade.
 De atividades para “makers” a conferências sobre o futuro, de “hackathons” a exposições de tecnologia, de workshops a programas de formação, foram realizados 16 eventos de acesso aberto ao público, e desenvolvidos ainda guias de ecossistema, um “vlog show” e muito mais.
Facebook
Twitter
Instagram