O cravista alemão Andreas Staier está a gravar com a Orquestra Barroca Casa da Música um disco de barroco português com o selo da editora internacional Harmonia Mundi, que inclui obras do compositor português Carlos Seixas (1704-1748), um dos grandes nomes da música do século XVIII. 
Esta orquestra portuense e o cravista, que é artista associado da Casa da Música para este ano, têm colaborado regularmente e terminaram na semana passada uma série de concertos conjuntos em França e na Alemanha.
Andreas Staier, que tocou na Casa da Música em 2015, é considerado um dos grandes nomes do cravo e pianoforte a nível internacional, tendo integrado já a orquestra Musica Antiqua Köln, de Reinhard Goebel, e formado o ensemble Les Adieux. Como solista tem trabalhado com orquestras de Colónia, Friburgo e Berlim, além de músicos como o tenor Christoph Prégardien e o pianista Alexei Lubimov.
A Orquestra Barroca Casa da Música formou-se em 2006 e, a par do trabalho regular com o maestro titular, Laurence Cummings, apresentou-se já sob a direção de Rinaldo Alessandrini, Alfredo Bernardini, Fabio Biondi, Harry Christophers, Antonio Florio, Paul Hillier, Riccardo Minasi, Andrew Parrott, Christophe Rousset, Daniel Sepec, Andreas Staier e Masaaki Suzuki. Além de concertos em vários países europeus, editou em CD gravações ao vivo de obras de Avison, D. Scarlatti, Carlos Seixas, Avondano, Vivaldi, Bach, Muffat, Handel e Haydn.
Facebook
Twitter
Instagram