O Edil Trofense, preocupado com o futuro destes trabalhadores, tem desenvolvido reuniões com a Diretora do Centro de Emprego Trofa/Santo Tirso, Isabel Cruz, no sentido de aferir a existência de potenciais empresas que possam vir a absorver estes trabalhadores, oriundos do Concelho da Trofa, para minimizar as consequências do desemprego.
Foi por isso, com satisfação, que o Presidente da Autarquia da Trofa, viu a decisão do Centro de Emprego Santo Tirso/Trofa (e de Famalicão) de colocar na empresa, equipas de técnicos do IEFP, para efetuar in loco, os respetivos atendimentos e encaminhamentos, com a intenção de facilitar todo o processo e evitar a deslocação massiva dos trabalhadores do grupo RICON.
A Câmara Municipal da Trofa vai continuar a acompanhar esta situação prestando o apoio e o encaminhamento possível aos trabalhadores do Grupo Ricon, residentes no Concelho da Trofa.

Facebook
Twitter
Instagram