“De Trieste ao Porto com Jeanne Balibar e Mathieu Amalric” é o tema da viagem ao cinema de culto de origem francesa, que marca hoje o regresso da 7.ª arte ao Rivoli às terças-feiras.
A sessão dupla, com cópias de 35 mm a cores, tem início às 18,30 horas com “O Estádio de Wimbledon”, de Mathieu Amalric. O filme, em que Jeanne Balibar deambula em busca do judeu de Trieste, Bobi Bazlen, “o escritor que nunca escreveu”, é apresentado por Cláudia Coimbra, investigadora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
Às 22 horas, reencontra-se a dupla Balibar/Amalric em “Três pontes sobre o rio”, do realizador francês Jean-Claude Biette, filmado em finais dos anos 90 na cidade do Porto. Após a projeção, haverá uma conversa com o filósofo e professor universitário Carlos França, que esteve presente na rodagem desta deambulação cinematográfica de culto pelas ruas e casas do Porto, a Livraria Lello, o rio, a Ribeira e seus restaurantes.
Com bilhetes a 3 euros, esta iniciativa do Teatro Municipal do Porto assinala a abertura de uma nova temporada de cinema à terça-feira no Rivoli, com programação da Medeia Filmes e o apoio da Livraria Flâneur.
Facebook
Twitter
Instagram