Burocracia está a empatar o dinheiro devido a dez corporações de voluntários envolvidas no evento realizado em setembro.

As dez corporações de bombeiros voluntários do Grande Porto que fizeram parte do dispositivo de proteção civil durante as corridas aéreas da Red Bull, em setembro, ainda não receberam pelo serviço prestado. Já passaram quase cinco meses e o dinheiro continua preso em burocracias. A Câmara de Gaia, que ficou com essa responsabilidade, garante ao JN que só nesta semana recebeu a informação que faltava para iniciar o pagamento.

Facebook
Twitter
Instagram