Dezenas de pessoas protestaram, este domingo de manhã, na Sé do Porto, pela justiça e verdade no caso do afastamento do Padre Roberto da paróquia de Canelas, Vila Nova de Gaia, em 2014, apurou o Porto Canal com fonte da associação organizadora.

Os protestantes assistiram à missa das 11h00 com t-shirts pretas a dizer Canelas e um ponto de interrogação sendo que, já no exterior da Sé, exibiram uma lona com o slogan ‘Porto espera Bispo. Canelas espera justiça’.
“O primeiro julgamento no tribunal de Famalicão ilibou o Padre Roberto do crime de difamação contra o seu colega Padre Abel Maia, tendo este na altura pedido 52 mil euros de reparação. O processo foi arquivado, não tendo o padre queixoso recorrido. Começa esta semana outro julgamento de mesmo teor, mas em que o ex-padre de Fafe já não reclama qualquer indemnização”, indica ainda a Comunidade do @dro de Canelas, associação organizadora da manifestação.
A fonte avança ainda que o Padre Roberto Carlos continua ligado à diocese do Porto, “mas sem atribuição de paróquia”, sendo que “em Canelas, a comunidade permanece bastante dividida entre a paróquia oficial e a Comunidade do @dro”.

Facebook
Twitter
Instagram