A forte presença de propostas internacionais, de diferentes estéticas, e de criações próprias, envolvendo estruturas e companhias da cidade, marca a temporada em 2018 do Teatro Municipal do Porto (TMP).
Trata-se de uma “programação distintiva” na cidade, como sintetizou o presidente da Câmara do Porto, que assume também o pelouro da Cultura. Aos cidadãos que encheram a sala do Teatro Campo Alegre, Rui Moreira reafirmou que entre os espetáculos agendados estão 22 produções internacionais, 15 das quais em estreia nacional, e 27 de estruturas e companhias que trabalham a partir da cidade, com 22 coproduções de raiz.
Facebook
Twitter
Instagram