O Município de Espinho assinou contrato de três candidaturas que integram a obra do ReCaFE, no âmbito do PEDU, cuja comparticipação representa metade do valor contratualizado.

Espinho assinou três contratos de financiamento (Termos de Aceitação) com a autoridade de Gestão do programa NORTE 2020, respeitantes a três candidaturas que integram o PEDU – Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Espinho e que compreendem a obra do Requalificação do Canal Ferroviário de Espinho (ReCaFE), no valor global elegível de 5.512.416,05 € e uma comparticipação de €4.685.553,66 que representa cerca de 50% do valor contratualizado.
Pretende-se reafectar o espaço canal a novos usos, homogeneizando a imagem do espaço público da cidade, de forma a potenciar novas dinâmicas de desenvolvimento económico e turístico do concelho e reforçar a atratividade urbana.
No essencial a requalificação do espaço público na área central do espaço canal inclui a repavimentação de pavimentos existentes, a construção de novos passeios e pavimentos; a construção de espaços arborizados e lúdicos (áreas de jogo e de recreio), dedicados ao usufruto por parte das pessoas, dotados de mobiliário urbano.
No global as operações representam um projeto integrado, que compreende para além da requalificação do referido espaço público, a requalificação do espaço sul do Canal, no perímetro envolvente aos edifícios de habitação social, inseridos na área desfavorecida (Bairro Piscatório | Marinha de Silvalde). Integra ainda, no âmbito da mobilidade sustentável, a construção de uma zona de estacionamento e de paragem de autocarros e uma zona de Kiss & Ride, a localizar junto à Estação de Caminho-de-Ferro, que pretende funcionar como interface facilitador do uso de transporte público. Inclui ainda a construção de um corredor multimodal, que integra a rede de ciclovias do concelho (a construir), que visa fomentar o uso ciclável, melhorar o ambiente urbano e a qualidade do ar.

Facebook
Twitter
Instagram