Matosinhos celebra amanhã o Dia Internacional da Cidade Educadora, juntando-se a um conjunto de cidades de todo o mundo que assumem a Educação como vetor fundamental das políticas municipais. O dia será dedicado a assinalar a importância da equidade, da inclusão e da igualdade de oportunidades, e à reflexão sobre a importância da escola e do território na construção de percursos inclusivos e promotores do desenvolvimento individual e do sucesso escolar, tendo como ponto alto uma sessão na casa do Kastelo, em S. Mamede Infesta.

A primeira unidade de cuidados continuados e paliativos pediátricos em Portugal acolherá um evento que vai juntar as crianças que beneficiam dos serviços da instituição e os alunos do Agrupamento de Escolas Abel Salazar. A iniciativa, que contará com a presença da presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, Luísa Salgueiro, irá incluir a leitura do manifesto da Rede Internacional de Cidades Educadoras, bem como um momento de aplauso coletivo, ao qual se juntarão os alunos de todos os agrupamentos de escolas e das escolas secundárias não agrupadas.
Criada em 2005, a Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras (RTPCE) promove a troca de experiências entre os diferentes concelhos e os seus congéneres internacionais, visando a promoção de políticas municipais assentes no princípio segundo o qual a Educação constitui um pilar fundamental da promoção de melhores condições de vida. Matosinhos integra esta rede desde março de 2016, apostando desde há mais de uma década num projeto educativo que, segundo Luísa Salgueiro, “emerge do pressuposto de que a Educação é determinante no desenvolvimento do concelho, sendo a principal fonte de construção de qualidade de vida, de criatividade e de competitividade”.
A celebração do dia 30 de novembro, instituída pela Assembleia-Geral da Associação Internacional das Cidades Educadoras, ocorreu pela primeira vez em 2016.

Facebook
Twitter
Instagram