O presidente do Sporting pronunciou-se, pela primeira vez, sobre o incidente entre os agentes José Fouto e Catió Baldé no âmbito da transferência de Rúben Semedo para o Villarreal.

Numa longa publicação no Facebook, o líder dos leões apresentou o “Manual para Burros”, na qual aborda a polémica entre os agentes José Fouto e Catió Baldé no âmbito da transferência de Rúben Semedo para o Villarreal, por 14 milhões de euros.
No meio da polémica, surgiu o nome de Bruno de Carvalho, acusado de, alegadamente, amealhar comissões referentes ao negócio. Como resposta, o líder leonino explicou, num longo “post” no Facebook, que “a Polícia tem de investigar, pois as denúncias estão a ser públicas. Se tiver a roubar, tenho de ser preso. Se não tiver e não roubar, quem caluniou e for sócio deve ser expulso. Se não for sócio, deve ser, tal como os anteriores, condenado na justiça pelo crime de calúnia e difamação, entre outros” e abordou, ainda, a guerra entre os dois agentes.

Facebook
Twitter
Instagram