A GNR deteve um indivíduo no Parque Fluvial do Tâmega, no Marco de Canaveses, após perseguição de 24 quilómetros desde Freixo de Cima, Amarante.

O indivíduo de 53 anos, natural de Amarante, tinha sido condenado a 10 meses de prisão por condução sem carta, mas nunca se apresentou à justiça para cumprir a pena. Este sábado, acabou por ser intercetado pela GNR, novamente a conduzir.
Ao seu lado, no furgão de nove lugares da empresa de construção civil de AB&NB, SA., com sede em Felgueiras, que conduzia, seguia uma mulher de 30 anos.
Desrespeitando a ordem policial para parar, iniciou-se uma perseguição “que por pouco não atropelou a patrulha da GNR de Vila Meã em serviço num acidente em Mancelos”, indicou fonte policial.

Facebook
Twitter
Instagram