O Coliseu, acima de tudo, é uma referência muito peculiar na história do Porto, é a casa da cidade e uma referência ao longo destes 75 anos.

Tivemos momentos em que esteve para ser vendido, tivemos momentos de depressão, e que parecia não ser possível manter. Nós não conseguiríamos imaginar o Porto sem o Coliseu. Queremos que se transforme numa sala de espetáculos mais virada para o futuro.
Aconteça o que acontecer, nós vamos encontrar formas de refinanciar o Coliseu, mas tem que ser uma ação tripartida com o Estado, o Ministério da Cultura e a Área Metropolitana.

 

 

Facebook
Twitter
Instagram