Sabia que no século XVII era utilizada uma máscara em ferro para o tratamento de doenças do foro psicológico ou moral? Quer conhecer a mochila de medicamentos utilizada na conquista do Evereste, pelo alpinista João Garcia, o primeiro português a tocar no topo do mundo? Estes dois objetos são parte da exposição a inaugurar dia 23 de novembro, pelas 14 horas, no Museu da Farmácia no Porto, no âmbito da celebração dos seus 21 anos daquela instituição.

Intitulada “Museu Global 20 + 1”, a mostra é constituida por um conjunto de objetos que irão ser apresentados publicamente pela primeira vez, como a embalagem da primeira penicilina tomada em Portugal, em 1945.
A exposição, que estará aberta ao público entre 24 de novembro 2017 e 31 de março 2018, pretende demonstrar a dimensão e a diversidade do acervo do Museu da Farmácia, nos domínios da Farmácia e da Saúde, em diversas culturas e civilizações ao longo do tempo, como testemunho da sobrevivência do ser humano.
A influência e a presença de conceitos morais e de bons costumes na saúde pública, podem ser conhecidas através de objetos únicos, como um cinto de castidade, um preservativo do século XVIII e um instrumento de massagens vibratórias para o tratamento da histeria feminina.
De forma a acompanhar o caminho inovador que a saúde e a ciência têm percorrido, o Museu da Farmácia desenvolveu uma aplicação (Museu Global 20+1), que ajuda os seus utilizadores a conhecer melhor as 43 peças em exposição.

+Info: Museu da Farmácia Porto
Rua Engª Ferreira Dias, 728 | Tel: 226 167 995
Datas: 24 de novembro a 31 de março 2018
Horário de abertura: 2ª a 6ª-feira, das 10 às 18h00 e sábados, das 14 às 18h00 (Encerra ao domingo)

Facebook
Twitter
Instagram