O tribunal de São João Novo, no Porto, condenou esta quinta-feira Mário Sousa a seis anos de prisão, por homicídio qualificado de um jovem de 14 anos, em 2016, em Gondomar.

A pena foi atenuada pelo regime de jovem, tendo em conta que o arguido tinha 16 anos (tem 17 atualmente) quando se deu o crime.
Segundo o Ministério Público, a 27 de agosto de 2016, os dois jovens envolveram-se numa discussão, motivada por uma desavença que mantinham na rede social Facebook, por causa de uma namorada.
Na sequência dessa discussão, o acusado, Mário Sousa, agrediu com um mosquetão a vítima que, dois dias depois, acabou por morrer no Hospital São João, no Porto.

Facebook
Twitter
Instagram