O presidente dos Leões teceu, através de uma publicação no Facebook, duras críticas a António Salvador, dirigente do Braga, e deixou, ainda, uma referência a Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica.

“Já disse que estamos a entrar em terrenos de faxineiras, mas o implacável quer continuar a cavalgar a onda. Por mim, volto a dizer que os erros foram para os dois lados e não havia necessidade de tamanha fita, que dura e dura. Repito o que já disse em privado: parabéns aos jogadores do Braga pela forma como jogam contra o Sporting. Comeram a relva, como não via há muito, e com isso retiraram 2 pontos ao Sporting, que não era de todo o nosso objetivo. Quanto a Jesus não é preciso perguntar-lhe nada, todos sabemos o que disse: ‘Pai, perdoa-lhes pois eles não sabem o que fazem'”, escreveu Bruno de Carvalho, respondendo às críticas de António Salvador, numa entrevista ao “Record”, após o jogo entre o Sporting e o Braga, em Alvalade, que acabou empatado a duas bolas.
O presidente leonino disse, ainda, não entender o silêncio do dirigente do clube minhoto relativamente ao jogo com o Benfica, no Estádio da Luz, que ficou marcado com um fora de jogo de Ricardo Horta, e faz, ainda, uma referência a Luís Filipe Vieira.
“Continuo a aguardar a cópia da conferência de imprensa de Salvador sobre o fora de jogo mal marcado, no jogo da primeira jornada contra o Benfica, que alteraria o resultado… Estaria Salvador afónico nesse dia, ou em similares contra essa mesma equipa? Como dizia o poeta ‘de quem eu gosto, nem às paredes confesso…’. Mas eu confesso. Até gosto do Salvador. Apenas não tenho construções de milhões a meias com ele, como tem Vieira, nem um agente em comum. E isso faz a diferença. Para mim não, mas para ele faz, de certeza. E, por isso, as conferências são feitas em conformidade com a dimensão dos negócios que têm”, rematou Bruno de Carvalho.

Facebook
Twitter
Instagram