O arquiteto Francis Kéré, do Burquina Faso, primeiro africano a projetar o pavilhão anual da Serpentine Gallery, está no Porto para defender que projetar é um ato social e deve ser concretizado segundo o princípio “mais com menos”. A sessão tem início pelas 21,30 horas de hoje, no Rivoli, no âmbito do Fórum do Futuro.

 

Facebook
Twitter
Instagram