Novos donos adquiriram WoodOne por um euro. Dizem que queriam revitalizá-la, mas que o passivo de 10,9 milhões não deixou.

A WoodOne, segunda maior fábrica de mobiliário do país e a primeira unidade industrial a funcionar unicamente a energia solar, apresentou-se à insolvência um mês e meio depois de ter sido comprada, por apenas um euro, pela Wisdom Occasion-SGPS, SA, sociedade gestora de participações sociais com sede no Porto.

Facebook
Twitter
Instagram