O Fórum Cidadania Porto defendeu, esta segunda-feira, “a necessidade urgente” de a Câmara do Porto fazer os “possíveis” e “impossíveis” para que a Confeitaria Cunha não encerre e a autarquia garante que loja foi hoje registada no programa ‘Porto de Tradição’.

Num apelo dirigido ao presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, o Fórum salienta tratar-se de “uma obra emblemática de Victor Palla e Bento d’Almeida, datada dos anos 70 e um dos marcos do Moderno na cidade do Porto”.
“Confessamos a nossa perplexidade, não tanto pelo esquecimento a que os serviços da Direção Regional de Cultura do Norte votaram este espaço – que vem no seguimento do que têm feito em várias outras situações – mas pelo facto de o espaço do ‘snack-bar’ Cunha não estar já Classificado de Interesse Municipal e, mais recentemente, no rol de lojas contempladas pela iniciativa camarária ‘Porto de Tradição'”, afirma.
Trata-se de uma “obra total” em que “a dupla de arquitetos – formada, aliás, na Escola do Porto (onde se refugiariam do academicismo lisboeta e onde se conheceram) – pôde pensar todos os detalhes, como era comum à sua praxis, tomando particular interesse e inventividade na tipologia por eles importada do snack-bar”, acrescenta.

Facebook
Twitter
Instagram