Polícia não encontrou telemóvel de António Costa nem a arma com que foi morto.

O empresário de Vila Verde assassinado com um tiro no pescoço disse à mulher, na segunda-feira, ao início da tarde: “Vou tratar de um assunto. Não demoro muito”. Dois dias depois, foi encontrado morto na mala da sua Mercedes Vito, em Braga. Terá sido atraído para uma cilada.

Facebook
Twitter
Instagram