O F. C.Porto deixou, esta sexta-feira, críticas ao Benfica depois da concordância que o clube da Luz demonstrou com as palavras do presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), acusando os encarnados de hipócritas.

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol mostrou-se preocupado com a “apologia do ódio” no futebol nacional num artigo publicado nos jornais desportivos e as reações não se fizeram esperar.

O Benfica, num comunicado divulgado no site oficial do clube, recordou os “diversos crimes a serem praticados com todo o à-vontade na praça pública, desde ameaças, coações e difamações constantes a agentes desportivos, passando pelo furto e pela divulgação pública de pretensa correspondência privada, com campanhas negras de calúnias e insinuações”, criticando a “inércia com que as mais diferentes entidades e autoridades têm assistido a tudo isto”. Por isso, dizem, “há muito que era expectável uma tomada de posição do Presidente da Federação Portuguesa de Futebol sobre o ambiente que se vive no futebol português”.

Quem também reagiu às palavras de Fernando Gomes foi o F. C. Porto que, também em comunicado, deixou várias críticas ao clube da luz. Os azuis e brancos acusam o Benfica de aproveitar “a nomeação do presidente da FPF para a comissão executiva da FIFA para cavalgar o apelo à concórdia que Fernando Gomes lançou na edição de hoje da imprensa desportiva, a partir da sua nova posição de relevo no plano do futebol internacional”.

 

Facebook
Twitter
Instagram