A Câmara Municipal de Matosinhos vai nomear um representante para integrar a equipa que avaliará as propostas relativas às obras de requalificação das instalações da Docapesca.
O concurso para a elaboração do projeto de arquitetura e projeto de execução da requalificação das instalações da Porto de Pesca de Matosinhos foi o tema de uma reunião que juntou a presidente da autarquia local.
Na reunião foi ainda abordada a questão do Quebra-mar de Angeiras, nomeadamente, no que diz respeito ao investimento conjunto para reorganizar e dotar de melhores condições para os pescadores a área do portinho.
De acordo com a autarquia, “foi estabelecido o compromisso para a elaboração de um protocolo tripartido entre a Câmara Municipal, a Docapesca e MAPA – Associação Mútua dos Pescadores e Armadores de Angeiras para a requalificação dos armazéns de aprestos, construção de casas de banho de apoio a atividade piscatória e a criação de um espaço próprio para o convívio dos pescadores, em Angeiras”.
Relativamente às obras de requalificação das instalações da Docapesca em Matosinhos – “uma ambição antiga e uma necessidade cada vez mais urgente”- , a Câmara Municipal vai nomear um representante para integrar a equipa que avaliará as propostas pois, considera a autarca Luísa Salgueiro, “é muito importante ver acautelada a relação entre o porto de pesca e a cidade, garantindo que a requalificação na envolvente do Porto, nomeadamente na rua Heróis de França, tem coerência com a imagem de marca de Matosinhos, o peixe, a pesca e os restaurantes”.

Facebook
Twitter
Instagram