Já esta semana, deverá ser anunciado o alargamento do Programa APOIAR a situações empresariais criticas que ainda não estão incluídas e, mais para o final do mês, serão também conhecidos os apoios que compensem o aumento do salário mínimo nacional.
Nesse caso, o ministro da Economia disse, em entrevista à TSF, que a ajuda andará na ordem dos 80 por cento da TSU que as empresas terão que pagar a mais.
Nesta entrevista, Pedro Siza Vieira revela também que está a ser estudado o alargamento do “lay off” simplificado a empresas que não consigam trabalhar e não apenas às que tiveram mesmo que fechar e que continua a preparar a extensão das moratórias que terminam em Setembro.

Facebook
Twitter
Instagram