O presidente da Câmara do Porto cumpriu na tarde deste domingo o dever cívico, ao votar nas eleições presidenciais de forma antecipada. Houve cerca de 13.300 inscritos para o voto antecipado, com as mesas montadas no campo de futebol do CCD Porto a registarem uma grande afluência.
Aguardando pacientemente na fila que chegasse a sua vez, Rui Moreira exerceu o direito de voto nas mesas montadas para o efeito no CCD (Centro Cultural e Desportivo) dos Trabalhadores da Câmara Municipal do Porto.
Foram cerca de 13.300 os inscritos para o voto antecipado, uma grande afluência que justificou a decisão da autarquia em ir além do proposto pelo Ministério da Administração Interna – em vez das 16 propostas, a Câmara do Porto decidiu montar 22 mesas de voto, para permitir uma maior distribuição dos eleitores e um maior distanciamento das pessoas que foram votar.
“Estávamos a contar com um fluxo significativo. No voto antecipado em mobilidade, equivalente a este, para as eleições legislativas, só havia no distrito do Porto um local de voto. Era um por distrito e tínhamos 9.000 inscritos. Hoje temos um local de voto só do concelho do Porto, todos os concelhos têm uma mesa distinta, e 13.300 pessoas inscritas é muito significativo”, destacou o diretor municipal da Presidência, Adolfo Sousa, em declarações aos jornalistas no local.
As eleições presidenciais realizam-se no dia 24 de janeiro. As pessoas que se inscreveram para o voto antecipado mas acabaram por não fazê-lo hoje podem ainda votar normalmente no dia 24.

Facebook
Twitter
Instagram