O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa vai reforçar a equipa com 130 novos profissionais para combater a pressão provocada pelo aumento de casos de Covid-19 na região, afirma, Carlos Alberto, Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa.
Carlos Alberto, indica ainda que o hospital não está, por isso, em rutura, sendo que “tem tido a capacidade e a resiliência de ir ajustando” os profissionais à situação, num momento em que “todos os serviços e grupos profissionais estão com profissionais infetados” por Covid-19, um número que o Presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa não avança, mas que no entanto refere que “são algumas dezenas”.
As novas contratações fazem com que “os cuidados aos utentes não estejam em causa. Contudo, Carlos Alberto alerta para o facto de “na urgência, há pessoas que vão só para fazer o teste (à Covid-19) e não se justifica”, o que acaba por lotar a capacidade da urgência.

Facebook
Twitter
Instagram