A estreia da equipa de Sérgio Conceição na Liga dos Campeões está marcada para quarta-feira, frente ao Manchester City. Apenas Barcelona e Real Madrid têm mais presenças na competição do que o FC Porto.
   
O FC Porto cumpre em 2020/21 a 24.ª presença na fase de grupos da Liga dos Campeões em futebol, registo apenas superado pelos dois gigantes espanhóis, o FC Barcelona e o Real Madrid, que vão para a 25.ª.
Naquela que vai ser a 29.ª edição da Champions – é a 30.ª desde a introdução da fase de grupos, mas a UEFA não conta com a de 1991/92 –, os ‘azuis e brancos’ estão no pódio de presenças, também junto ao atual campeão europeu Bayern Munique.
Desde a temporada 1992/93, os dragões só falharam a presença em 1994/95 (Taça das Taças), 2000/01 (afastados pelo Anderlecht), 2002/03 (Taça UEFA), 2010/11 (Liga Europa) e 2018/19 (afastados pelo Krasnodar).
Caso não tivesse “tombado” face a belgas (0-1 fora e 0-0 em casa) e russos (1-0 fora e 2-3 em casa), em ambos os casos na terceira pré-eliminatória, o FC Porto poderia mesmo liderar isolado o “ranking” de presenças.
Ainda assim, os dragões estão apenas atrás de FC Barcelona, que falhou em 1992/93, 1995/96, 1996/97 e 2003/04, e Real Madrid, ausente de quatro das primeiras cinco edições, até 1996/97, última época em que prova foi apenas para campeões.
No terceiro lugar, a par dos ‘azuis e brancos’, aparecem os alemães do Bayern Munique, que, a exemplo dos ‘merengues’, falharam quatro das primeiras cinco edições, e ainda a de 2007/08.
Com pelo menos duas dezenas de presenças, seguem mais três clubes, os ingleses do Manchester United, que vão para a 23.ª, os italianos da Juventus, para a 21.ª, e os gregos do Olympiacos, para a 20.ª, sob o comando do treinador português Pedro Martins.
O ‘top 10’ conta ainda com os ingleses do Arsenal, a equipa com mais presenças (19) entre as ausentes da edição 2020/21, os italianos do AC Milan, também de fora (17) e os ucranianos do Dínamo Kiev e os ingleses do Chelsea, que cumprem a 17.ª.
Nos lugares imediatos, os holandeses do Ajax igualam as 16 dos compatriotas do PSV, dos turcos do Galatasaray e dos franceses do Lyon, enquanto, o segundo clube luso, o Benfica, que conta 15, vai ser apanhado pelos alemães do Borussia Dortmund e os ucranianos do Shakhtar Donetsk, de Luís Castro.

Facebook
Twitter
Instagram