O ministro das Infraestruturas revelou que está a ser estudado o reforço da frota da TAP Express/Portugalia, para operar, a partir de Porto e Faro, para outros aeroportos da Europa.
As quatro rotas criadas no aeroporto do Porto, depois de o Estado “tomar uma posição mais assertiva” na TAP, “são neste momento um prejuízo” para a companhia aérea, garantiu esta quinta-feira o ministro das Infraestruturas e da Habitação.
Numa audição na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação, no Parlamento, Pedro Nuno Santos disse que as quatro rotas criadas no aeroporto do Porto recentemente, para Amesterdão, Milão, Zurique e Ponta Delgada, estão com “46% da lotação em média” e são “neste momento um prejuízo para a TAP”.
O governante revelou também que está a ser estudado o reforço da frota da TAP Express/Portugalia, para operar, a partir de Porto e Faro, para outros aeroportos da Europa, em “ligações ponto a ponto”, para tentar que a TAP seja “mais competitiva”, nomeadamente face às companhias aéreas ‘low-cost’.
“A TAP tem a Portugália e a TAP Express, que têm aviões mais pequenos e mais baratos, que podem ser utilizados para uma operação ponto a ponto. Nós temos uma frota na Portugália muito reduzida, e estamos a estudar o reforço dessa frota, para fazer ligações a partir do Porto e Faro, para aeroportos mais baratos. O objetivo é sermos competitivos com as companhias aéreas que estão a atacar o nosso mercado”, aponta.
O ministro das Infraestruturas assumiu, na audição, a saída de 1600 trabalhadores da TAP até ao final do ano. A TAP tem 14 mil colaboradores e até agora já foram despedidos 1200 trabalhadores a que se juntam mais 400 até final do ano.
A pandemia de Covid-19 teve um impacto profundo nas operações da TAP que, à imagem do setor um pouco por todo o mundo, foi obrigada a paralisar a sua atividade durante vários meses.
Em 02 de julho, o Governo anunciou que tinha chegado a acordo com os acionistas privados da TAP, passando a deter 72,5% do capital da companhia aérea, por 55 milhões de euros.

Facebook
Twitter
Instagram