No ano passado, mais 1.009 habitantes escolheram o Porto para viver, contribuindo, assim, para o terceiro aumento consecutivo do número de habitantes na cidade, que, desde 2017, se tem vindo a verificar.

Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística e apontam para os 215.945 de população residente na cidade em 2019, depois de, em 2017 e 2018, esta contagem se ter fixado, respetivamente, nos 214.353 e 214.936 habitantes.
Este é, assim, o crescimento mais acentuado dos últimos três anos, o que, de acordo com a Câmara Municipal do Porto, espelha uma tendência que, de ano para ano, é cada vez mais consistente. “São números históricos e que confirmam um crescimento sustentado do número de moradores na cidade ao longo dos últimos anos, contrariando a tendência das quatro décadas anteriores em que perdeu cerca de 100 mil habitantes”, lê-se no comunicado divulgado.
O município congratula-se por ter invertido esta tendência, numa altura em que considera que, “um dos grandes desafios que se impõe aos centros urbanos, nacional e internacionalmente”, é criar condições para que “face à escalada de preços da habitação que não acompanhou os rendimentos da população”, consiga ter “condições para atrair novos moradores”.
Entre as medidas de sucesso que contribuíram para o aumento da população residente no Porto, a autarquia acredita que estará a redução do IMI e IMT, que aplicou em 2019, a criação de novas Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) e Operações de Reabilitação Urbana (ORU) e, mais recentemente, as habitações de renda acessível.
Recorde-se que até 2022, o plano da Câmara do Porto passa por disponibilizar 1.000 fogos para arrendamento acessível, essencialmente no centro da cidade, com o suporte do programa “Porto com sentido”.
Há alguns anos, grande parte da cidade, sobretudo o centro, sucumbia à desertificação e ao esquecimento. Esse estado era visível sobretudo nos muitos edifícios em degradação e nos negócios a fechar em catadupa. Graças à aposta na revitalização do centro e um aumento exponencial do turismo, o Porto é hoje uma cidade muito diferente. Está vibrante, com um centro histórico renovado e uma vida cultural fervilhante. Tornou-se apetecível viver no Porto.
Estas mudanças atraíram milhares de pessoas e são uma das explicações da crescente popularidade da cidade.

Facebook
Twitter
Instagram