O Cineclube do Porto vai retomar a sua atividade no dia 16 de julho, após quase quatro meses seguidos de portas fechadas, devido à pandemia da COVID-19.
O cineclube mais antigo do país vai regressar à sua programação regular com uma seleção de filmes sobre a pausa e a quebra na rotina. São cinco filmes cujas narrativas se desenvolvem ou culminam com a deslocação das personagens para um local  que não é o seu meio-ambiente.
O regresso das sessões do Cineclube do Porto à Casa das Artes, na Sala Henrique Alves Costa, acontece no dia 16 de julho com a exibição de “Bacurau”, dos brasileiros Kleber Mendonça Filho e Juliano Dorneles, um dos filmes sensação de 2019.
“De acordo com as novas regras associadas ao combate à pandemia do COVID-19, o uso de máscara é obrigatório no interior da Casa das Artes e durante a duração total do filme. Os lugares serão marcados e com um lugar de intervalo entre os espectadores, exceto se forem coabitantes.”

Programa de julho:

16 julho (21h30)
Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dorneles (2019)

18 julho (18h00)
O Verão de Skylab, de Julie Delpy (2011)

23 julho (21h30)
Frankie, de Ira Sachs (2019)

25 julho (18h00)
Sorrisos de uma noite de verão, de Ingmar Bergman (1955)

30 julho (21h30)
Viagem a Itália, de Roberto Rossellini (1974)

Facebook
Twitter
Instagram