Os aeroportos nos países da União Europeia estão a preparar-se para receber visitantes de todo o mundo a partir de 1 de julho, quando devem ser reabertas as fronteiras externas do bloco, fechadas há vários meses por causa da pandemia da Covid-19.
Os representantes diplomáticos dos Estados-membros no Conselho Europeu estão a elaborar uma lista provisória e antecipa-se que será dada luz verde a:

Austrália
Canadá
Nova Zelândia
Japão
Coreia do Sul
Uruguai
China
A União Europeia espera reciprocidade por parte destes países para os cidadãos comunitários que desejem viajar para esses destinos.
Por agora deverão ficar excluídos grandes países tais como EUA, Brasil e Rússia, mas a cada duas semanas será feita nova avaliação.
Em causa estão critérios epidemiológicos, isto é, abrem-se as fronteiras a cidadãos de países com baixos níveis de infeção por Covid-19.

Facebook
Twitter
Instagram