Depois do sucesso da 1ª edição do Programa Bairro Feliz, que começou nos distritos de Porto e Braga, a 2ª edição deste programa de apoio local às comunidades, estende-se agora a nove distritos do Norte do país. Com mais de 630 causas inscritas, a fase de votações decorre de 21 de novembro a 11 de dezembro, nas lojas Pingo Doce.

Após um período de inscrições realizadas por instituições e grupos de vizinhos, e uma cuidadosa avaliação por um Júri que selecionou as causas que iriam a votação, o Programa Bairro Feliz inicia a terceira fase: a abertura do período de votações nas 133 lojas aderentes. As mesmas iniciaram a 21 de novembro e os clientes terão até dia 11 de dezembro para votar na sua causa preferida.
Vizinhos de cada bairro dos distritos de Aveiro, Braga, Bragança, Coimbra, Guarda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu poderão votar na causa preferida, que irá ajudar a melhorar o seu bairro ou apoiar um projeto da comunidade. Para tal, os clientes do Pingo Doce terão acesso a uma Moeda Bairro Feliz, por cada 10€ em compras, e poderão escolher em qual das duas causas votar, colocando essa mesma moeda no respetivo mealheiro de votação, localizado à saída da loja.
O programa do Pingo Doce Bairro Feliz visa fortalecer o vínculo com as comunidades locais, promover uma relação mais próxima e ativa com o bairro, garantindo que contribui para o bem-estar geral e, em especial, das comunidades onde se inserem as suas lojas.
Nas lojas Pingo Doce participantes existem diferentes causas a votação, tais como aluguer de um autocarro para levar crianças a uma festa de natal; aquisição de materiais que sirvam para limpar a água de rios poluídos; aquisição de produtos de apoio a pessoas idosas; aquisição de materiais didáticos para diversificação de atividades em contexto escolar; aquisição de equipamento com o objetivo de criar condições de segurança aos bombeiros em operações de socorro.
No dia 12 de dezembro, após decorridas as votações em loja, serão conhecidas as causas vencedoras, que irão receber um donativo até 1000€, no valor da concretização da causa.

Facebook
Twitter
Instagram