Mudanças eram reclamadas há muito por engenheiros.

Entra em vigor na próxima sexta-feira a obrigação, em certas condições, de se fazer uma avaliação da vulnerabilidade sísmica dos edifícios alvo de obras de recuperação, avançando para obras de reforço dessa segurança quando forem detetados problemas de segurança.
Mudanças reclamadas há mais de uma ou duas décadas pela Sociedade Portuguesa de Engenharia Sísmica, como explica o seu presidente, João Azevedo.
Até agora não era preciso fazer nada ao nível do risco em caso de tremor de terra quando se faziam obras num edifício desde que a obra não agravasse os problemas que já existiam.

Facebook
Twitter
Instagram