O PSOE (socialistas) ganhou as legislativas de hoje em Espanha mas perde deputados, devendo eleger entre 114 a 119 (menos 4 a 9 do que em abril), segundo a projeção à boca das urnas da televisão pública espanhola (TVE).

O segundo partido mais votado continua a ser o PP (direita), que sobe dos atuais 66 lugares para 85 a 90.
A formação de extrema-direita Vox, que tinha 24 deputados deverá eleger hoje entre 56 e 59, passando a ser a terceira maior força no parlamento espanhol.
Segundo a mesma projeção de resultados a coligação Unida Podemos, de extrema-esquerda, passa dos atuais 40 para 30 a 34 deputados, enquanto o partido Cidadãos (direita liberal) cai dos 57 para 14 a 15 lugares.
A taxa de participação nas eleições legislativas espanholas de hoje registou 56,86% de afluência, às 18:00 locais, menos uma em Lisboa, 3,8% abaixo do que o anterior sufrágio de 28 de abril, com 60,74% à mesma hora.
Os dados foram revelados pelo secretário de Estado da Comunicação, Miguel Ángel Oliver, numa conferência de imprensa às 18:30 (17:30 em Lisboa), ao lado da subsecretária do Ministério do Interior, Isabel Goicechea.
Os cerca de 37 milhões de espanhóis podem exercer o seu direito de voto das 09:00 (08:00 em Lisboa) até às 20:00 (19:00) para escolher 350 deputados e 208 senadores das Cortes Gerais.
Destes 37 milhões de eleitores, um total de 226.771 vão exercer o seu direito de voto pela primeira vez numas eleições gerais, uma vez que fizeram 18 anos depois da consulta realizada em abril.
Os resultados começarão a sair a partir das 21:00 (20:00).

Facebook
Twitter
Instagram