O distrito do Porto foi o mais atingido pelas fortes chuvadas que hoje fustigaram a zona norte do país. Proteção Civil registou mais de 300 ocorrências, desde inundações, voos cancelados, linha de metro parada e estradas interrompidas.

O comandante Pedro Araújo da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) fez às 16:30 um balanço das ocorrências relacionadas com a queda de chuva e que afetaram essencialmente os distritos do Porto e de Braga.
O distrito do Porto foi o mais atingido pelas fortes chuvadas que hoje fustigaram a zona norte do país. Proteção Civil registou mais de 300 ocorrências, desde inundações, voos cancelados, linha de metro parada e estradas interrompidas.
A Proteção Civil registou hoje 307 ocorrências no distrito do Porto devido ao mau tempo, sendo sobretudo relacionadas com carros submersos e inundações de estradas secundárias.
O comandante Pedro Araújo da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) fez às 16:30 um balanço das ocorrências relacionadas com a queda de chuva e que afetaram essencialmente os distritos do Porto e de Braga.
Segundo Pedro Araújo, os concelhos mais afetados no distrito do Porto são a Maia e Matosinhos, onde há registo de várias estradas secundárias e veículos submersos pela água, bem como garagens e habitações inundadas.
O comandante da ANEPC referiu também que o acesso à porta principal de um centro comercial da Maia ficou inundado o que está a impedir as pessoas de saírem do local, estando neste momento a aguardar que a água baixe.
De acordo com a Proteção Civil, o túnel de Paranhos está também inundado.

Facebook
Twitter
Instagram