A ginasta portuguesa Filipa Martins, do Acro Clube da Maia, garantiu hoje um lugar nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020, nos Mundiais de ginástica artística, que decorrem em Estugarda, na Alemanha.

Filipa Martins, de 23 anos, já esteve presente nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, no Brasil, onde obteve a melhor classificação de sempre de uma portuguesa na ginástica artística, ao terminar o concurso completo na 37.ª posição.
“Foram três anos difíceis, em que tive de recuperar de algumas lesões, tive obstáculos e mudanças. Espero nos próximos Jogos ser melhor do que fui no Rio”, disse a atleta lusa, citada no Facebook da Federação de Ginástica de Portugal.
A ginasta do Acro Clube da Maia alcançou o apuramento com 49.698 pontos, um resultado que na sua opinião “podia ter sido bastante melhor”, sendo que deu “tudo aquilo que podia”, sabendo que os restantes resultados já não dependiam de si.
A ginasta do Acro Clube da Maia, alcançou o 20.º lugar das vagas disponíveis para o apuramento olímpico.
“Foram 3 anos difíceis em que tive de recuperar de algumas lesões, tive obstáculos e mudanças. Espero nos próximos Jogos ser melhor do que fui no Rio”, declarou Filipa Martins.
A Ginasta lusa alcançou o apuramento com 49.698 pontos, um resultado que na sua opinião “podia ter sido bastante melhor”, mas Filipa garantiu que deu “tudo aquilo que podia” sabendo que os restantes resultados já não dependiam de si. A ginasta do Acro Clube da Maia, alcançou o 20º lugar das vagas disponíveis para o apuramento olímpico.
A notícia foi recebida com euforia e felicidade por todos os portugueses presentes na competição e José Ferreirinha, treinador que recebeu a ginasta após uma mudança de clube, assume que “desde que recebemos a Filipa que sentimos uma grande responsabilidade. Agora é preciso ultrapassar rapidamente algumas lesões que têm dificultado a vida desportiva dela e chegar a Tóquio com objetivos ambiciosos, como uma final.”
Filipa Martins ingressou no ACM vinda do Sport Clube do Porto, clube que recebeu os parabéns por parte dos maiatos porque “também têm a sua quota de responsabilidade neste êxito”.
O presidente do ACM, Fernando Barros, deus os “parabéns à Filipa Martins pelo resultado alcançado, à Mariana Pitrez e à Beatriz Cardoso pela sua honrosa participação”. Extendeu ainda palavras “aos treinadores José Ferreirinha, à Joana Carvalho e restantes técnicos que diariamente fazem tudo para que tudo isto aconteça e seja possível”.
“Chegamos ao cume do mundo, e tudo faremos para nos mantermos lá”, sublinhou Fernando Barros.

Facebook
Twitter
Instagram