Das polémicas à demissão. Secretário de Estado da Proteção Civil viu-se envolvido em várias polémicas nos últimos dois meses.

José Artur Neves, que tomou posse como secretário de Estado da Proteção Civil a 21 de outubro de 2017, demitiu-se esta quarta-feira do cargo no dia em que a polícia começou a fazer buscas no Ministério da Administração Interna, na Proteção Civil e em vários comandos distritais de operações de socorro.
As polémicas que envolveram o secretário de Estado começaram a 26 de julho, com o Jornal de Notícias a avançar que a Proteção Civil tinha distribuído milhares de golas antifumo, fabricadas com material inflamável e sem tratamento anticarbonização, a quase duas mil povoações ao abrigo do programa de autoproteção das populações “Aldeias Seguras”.
Perante esta notícia, o Ministério da Administração Interna emitiu um comunicado em que garantia que ia pedir “esclarecimentos à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil” e determinar “a abertura de um inquérito urgente à Inspeção-Geral da Administração Interna”.

Facebook
Twitter
Instagram