O Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto deu razão à Câmara Municipal da Póvoa do Varzim na decisão de recusar alugar a Praça de Touros para uma tourada devido à falta de condições.

Por sua vez, a juíza diz que é inconstitucional a decisão do município de proibir a realização de corrida de touros.

Facebook
Twitter
Instagram