Confraria do Vinho do Porto assinalou ano de excecional qualidade à colheita de 2017. É inédito na história do Vinho do Porto. Pela primeira vez a proclamação de colheita Vintage acontece em dois anos consecutivos. A 2016, sucede-se um Vintage 2017.

O Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP) promoveu nos próximos dias 7, 8 e 10 de setembro a 6.ª edição do Port Wine Day. A iniciativa, cujas ações decorreram ao longo do Vale do Douro, incluiram provas, jantares vínicos, declaração de Ano Vintage (2017), festas ao pôr-do-sol e cerimónias de entrega de prémios. A intenção foi festejar os 263 anos da Região Demarcada do Douro que, e para além dos socalcos, das vinhas e do rio, abarca também o vasto património arquitetónico, monumental e escultural.
Tais distinções evidenciam, igualmente, a vitalidade de uma região, o esforço das comunidades durienses e o envolvimento de todos na preservação de um território único. A entrega foi efetuada esta terça-feira, no decorrer do Jantar “Douro + Sustentável”, que teve lugar no Museu de Lamego.
A Região Demarcada do Douro é a mais antiga região vitivinícola delimitada e regulamentada do mundo. Instituída pelo Marquês de Pombal em 1756, estende-se da Vila de Barqueiros, no distrito de Vila Real, até Barca D’Alva, no distrito da Guarda. A Região Demarcada do Douro, que abrange uma área de cerca de 250 mil hectares, inclui o Alto Douro Vinhateiro, classificado Património Mundial da Unesco desde 2001.

Facebook
Twitter
Instagram