O Papa Francisco nomeou nesta quarta-feira bispo auxiliar do Porto o padre Vitorino José Pereira Soares, pároco de Castelões de Cepeda e de Madalena, em Paredes, informou nesta quarta-feira a Nunciatura Apostólica em Portugal.

Na saudação à Diocese do Porto, D. Vitorino Soares expressou alegria e “sentido de responsabilidade” pela nomeação do Papa Francisco, que considera um “dom” e um “desafio”.
“Este dom e este desafio, não são só meus, por isso, também os partilho com toda a Diocese do Porto e agradeço ao Papa Francisco este gesto de confiança. Deus com o Seu Espírito me fortaleça neste novo serviço e me ajude a corresponder com as minhas pobres limitações”, afirmou.
da Diocese do Porto, D. Vitorino Soares nasceu em Penafiel, a 19 de outubro de 1960, foi ordenado sacerdote a 14 de julho de 1985 e é o mais velho de cinco irmãos, um dos quais também sacerdote (o padre Avelino Jorge Pereira Soares, pároco em Rio Tinto), informa a Agência ECCLESIA.
Vitorino Soares trabalhou no Seminário do Bom Pastor, entre 1984 e 1987, e no Seminário Maior, entre 1989 e 1994. Capelão militar de 1987 a 1989, dedicou 10 anos do seu trabalho pastoral aos jovens, sendo diretor do Secretariado Diocesano da Juventude entre 1989 1999.
Em 1994, assumiu a paróquia de Castelões de Cepeda, em Paredes, e em 1999 a de Madalena.
Sobre os 10 anos que passou à frente do Secretariado Diocesano da Juventude, D. Vitorino Soares sublinha um tempo que o ajudou a viver “a escola da vida que é a escola da realidade” e a ter atenção também a tudo o que implica o “acompanhamento” das pessoas, ao “estar com as pessoas”.
Quanto ao futuro da sua missão, o novo bispo auxiliar do Porto realça o exemplo que tem encontrado no trabalho de D. Manuel Linda e também no pontificado do Papa Francisco.
A ordenação episcopal de D. Vitorino Soares deverá decorrer no dia 29 de setembro, na Sé do Porto.

Facebook
Twitter
Instagram