A Cultura e o Turismo estabelecem-se formalmente enquanto pontes de ligação entre o Porto e Xangai. O presidente da Câmara do Porto recebeu nos Paços do Concelho uma delegação daquela cidade chinesa chefiada pelo seu homólogo, Ying Yong.

De modo a aprofundar ainda mais as relações bilaterais entre as duas cidades, geminadas desde 1995, foi nesta terça-feira assinado um Memorando de Entendimento para o intercâmbio e cooperação no âmbito cultural e turístico.
“Xangai é uma das mais importantes cidades do mundo com a dimensão que tem, com a sua pujança económica e também pela sua extraordinária arquitetura contemporânea”, disse Rui Moreira que visitou, há sensivelmente um ano, aquela que é maior cidade da China e uma das maiores áreas metropolitanas do mundo com 24 milhões de habitantes.
O presidente da Câmara do Porto considerou Xangai “uma cidade muito vibrante do ponto de vista cultural” entre museus e diversos centros culturais.
“É também uma cidade que mantém um extraordinário charme”, por exemplo, “nos bairros operários”, “nos seus edifícios históricos” e “naquilo que é a preservação de um património que não quer esquecer”, referindo que, embora o Porto seja cerca de 1% da dimensão de Xangai, é com satisfação que também pode mostrar aquilo que tem sido feito “em termos da preservação do património”.
Ying Yong sublinhou “o grande potencial de mais parcerias entre Xangai e o Porto no futuro”.
“Durante o nosso encontro, conversamos em profundar as cooperações em áreas como economia, comércio, ciência e tecnologia, renovação urbana”, exemplificou o presidente da Câmara de Xangai.
O autarca chinês disse, ainda, estar “fascinado” com o Porto, “uma cidade europeia tão bonita com o seu Centro Histórico, património mundial, o vinho do Porto de sabor e aroma tão distintos e mais importante pelo potencial de mais colaborações e intercâmbios entre nós”.

Facebook
Twitter
Instagram