O PSD/Felgueiras acusou, esta terça-feira, o presidente da Câmara, Nuno Fonseca, de ter mentido sobre a saúde financeira do município, uma vez que a recente auditoria concluiu que as contas da gestão social-democrata “eram boas”.

“Deixamos a Câmara numa situação invejável. A situação, em 2017, era altamente favorável, das melhores do país. Nuno Fonseca herdou uma câmara financeiramente saudável, que fazia inveja à maioria dos presidentes de câmaras do país”, segundo aquele partido.
O líder da concelhia, Alírio Costa, desafiou Nuno Fonseca “a pedir desculpas aos felgueirenses”.
“Se não quiser dar o braço a torcer por ter denegrido e tentado enxovalhar os os dois executivos do PSD, ao menos que se penitencie por estar mal informado e por ter tentado enganar os felgueirenses sobre a excelente situação financeira que herdou”.
Fonte do gabinete do presidente disse que Nuno Fonseca só se vai pronunciar sobre o assunto na próxima assembleia municipal, marcada para esta quinta-feira, por ter sido aquele órgão autárquico a requerer a realização da auditoria.

Facebook
Twitter
Instagram