Polícia e amigos tentam localizar Carlos Vidal, um português de 25 anos, visto pela última vez em Paris há uma semana.

De acordo com um amigo, o jovem apanhou um comboio na estação Vert Galant na segunda-feira, 27 de maio, para a Gare du Nord, onde teve que mudar outro comboio para a casa da família anfitriã do Departamento 77.
No entanto, o jovem nunca chegou ao seu destino. O caso foi entregue à polícia francesa no dia seguinte. As autoridades confirmaram que o jovem havia deixado o comboio na Estação Norte, mas não consegue saber o trajeto que fez.
O jovem é da Guarda, esteve em Paris desde novembro de 2018 e trabalhou na construção civil.
Os amigos com quem ele estava antes de desaparecer asseguram que Carlos Vidal era “absolutamente emocionalmente normal, tinha uma namorada e ia começar um novo emprego esta semana”.
Segundo a família, Carlos Vidal tem várias tatuagens no corpo, uma delas bastante visível com os naipes de um baralho de cartas. Um piercing na língua é outra das caraterísticas que pode ajudar à identificação deste cidadão português desaparecido em França.

Facebook
Twitter
Instagram