O Tribunal de Contas (TdC) aprovou o pedido da Câmara de Gondomar que visa o pagamento da dívida à EDP, dossiê que foi chumbado por esta entidade em maio do ano passado, anunciou hoje o autarca local.

Marco Martins disse que a aprovação deste processo “traduz-se automaticamente numa poupança de 20 milhões de euros” e numa redução de dívida municipal que coloca Gondomar, no distrito do Porto, “abaixo do limite máximo de endividamento”.
“Recebemos o visto do TdC e assim, automaticamente, poupamos 20 milhões de euros aos gondomarenses, saímos do vermelho e passamos ao verde. Estar abaixo do limite máximo de endividamento era uma ambição antiga. Conseguimos resolver um problema com mais de três décadas”, destacou Marco Martins, admitindo estar “eufórico e feliz”.
Em causa está o pedido de um empréstimo para saldar uma dívida que tem mais de 20 anos e que ronda os 50 milhões de euros.

Facebook
Twitter
Instagram