Abril foi um mês caótico para o Inem no Grande Porto. Não houve um dia em que não houvesse ambulâncias paradas por falta de pessoal ou problemas mecânicos.

Há até um caso em que uma ambulância esteve parada 80% do tempo previsto para atuação.
As avarias têm sido frequentes e as viaturas passam boa parte dos dias nas oficinas, cuja qualidade das reparações também tem sido questionada.

Facebook
Twitter
Instagram