Os munícipes residentes no concelho de Santo Tirso há mais de dois anos e que estejam isentos do pagamento de taxa moderadora no Serviço Nacional de Saúde vão poder usufruir gratuitamente de tratamentos nas Termas das Caldas da Saúde.

A medida, que faz parte do Plano Municipal de Saúde da Câmara de Santo Tirso, pretende ajudar no tratamento de doenças crónicas de pele, das vias respiratórias e musculoesqueléticas.
“A promoção da saúde é uma prioridade do atual executivo, motivo pelo qual implementámos de forma pioneira, em 2017, um Plano Municipal de Saúde que está em constante atualização e cuja abrangência pretendemos que seja cada vez maior”, revelou o presidente da autarquia, Joaquim Couto.
Vários estudos defendem a terapia com águas termais como um tratamento alternativo a fármacos em doenças inflamatórias crónicas, com resultados significativos e sem efeitos secundários, pelo que “consideramos que esta medida poderia trazer importantes ganhos em saúde”, explicou o autarca.
“Uma vez que temos no nosso concelho uma unidade termal de referência, com valências reconhecidas pela Direção Geral de Saúde, para tratamentos de pele, das vias respiratórias e musculoesqueléticos, decidimos dar a oportunidade aos nossos munícipes de usufruírem destas terapêuticas”, acrescentou.
Podem beneficiar do “cheque de tratamento” todos os munícipes residentes no concelho de Santo Tirso há mais de dois anos e que estejam isentos do pagamento de taxa moderadora no Serviço Nacional de Saúde
Para ter acesso aos tratamentos termais gratuitos, a terapia terá de ser prescrita por um médico, “sendo que o Município garante um de três tratamentos termais – doenças de pele, vias respiratórias e musculoesqueléticas – por munícipe. Cada um destes três tratamentos tem uma duração de 14 dias”.
Os interessados devem dirigir-se ao Espaço do Munícipe ou à divisão de Ação Social da Câmara de Santo Tirso.

Facebook
Twitter
Instagram