Diversos portugueses residentes na região francesa de Lyon mostraram-se interessados no Programa Regressar.

José Luís Carneiro, secretário de Estado português, visitou Lyon para “Diálogos com as Comunidades”, nomeadamente a comunidade portuguesa. No evento que promove serviços consulares e decisões nacionais direcionadas aos portugueses no estrangeiro, vários foram os presentes que manifestaram interesse em voltar a Portugal, através do Programa Regressar que visa (re)atrair portugueses que tenham emigrado.
Sobre o Programa Regressar, José Luís Carneiro sublinhou que parte dos custos da reinstalação no país são comparticipados e que haverá facilitação de reconhecimento de diplomas escolares e académicos.
O governante disse que o tema «foi objeto de perguntas» e frisou ainda as oportunidades de investimento, em particular «nos territórios de menos densidade populacional», assim como as vantagens fiscais aprovadas no Orçamento de Estado.
José Luís Carneiro divulgou também a «aceitação dos documentos de registo civil em francês, espanhol e inglês» no consulado e ainda o reforço das permanências consulares na região, a par do alargamento da experiência Consulado em Casa a Lyon. A mencionada experiência «permite que cerca de 30 serviços consulares sejam tratados a partir da casa dos cidadãos».
Em relação à retirada do português como língua estrangeira para terminar o liceu em França, o secretário de Estado assegurou que as autoridades nacionais estão a mostrar ao Governo de França a importância estratégica da língua lusa.
«A língua portuguesa é uma língua estratégica para a França e está a ser objeto de diálogo entre o Ministério da Educação e o Ministério dos Negócios Estrangeiros franceses e os seus homólogos portugueses», afirmou.

Facebook
Twitter
Instagram