Em dia dedicado à celebração da amizade entre Porto e Macau, geminadas há 22 anos, o Município do Porto ofereceu à comitiva do Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura de Macau, Alexis Tam Chong Veng, uma Dança do Dragão em frente aos Paços do Concelho. A visita da delegação à cidade decorreu na passada sexta-feira, e foi conduzida por Rui Moreira. Contemplou a passagem por museus e outros espaços emblemáticos da cidade, bem como a inauguração de uma exposição no átrio da Câmara Municipal.

A atuação da Dança do Dragão, realizada na Praça do General Humberto Delgado, foi protagonizada pela Escola de Artes Marciais Chinesas SHE-SI, fundada no Porto em 1986. Trata-se da única associação no país que integra as modalidades de Wushu e as disciplinas culturais da Dança do Dragão e da Dança do Leão.
O programa da visita oficial incluiu, também, a inauguração da exposição “Imagens de Macau – A Visão Pessoal de 0.38”, patente na galeria dos Paços do Concelho. A mostra, que reúne cerca de 40 desenhos do jovem artista macaense Leong Ieng Wai, fica aberta para visita ao público até dia 24 de abril (entre as 9 e as 17 horas, de segunda a sexta-feira).
“Nas iniciativas que realizamos para divulgar a nossa cidade pelo mundo, procuramos sempre recorrer a formas diferentes que revelam novas dinâmicas de Macau. Nesta fantástica cidade do Porto temos a honra de abrir esta exposição singular, que apresenta várias atrações de Macau pela mão de um jovem autista”, referiu a diretora da Direção dos Serviços de Turismo de Macau, Maria Helena de Senna Fernandes.
Em representação da Associação de Reabilitação Fu Hong de Macau, Maria João dos Santos Ferreira completou que o artista Leong Ieng Wai “tem dificuldade em expressar-se por palavras devido à sua deficiência. Porém, a sua paixão pela arte permite-lhe exprimir o que vê”, assinalando que o desenho é o seu único meio de comunicação com o mundo exterior.
“É um enorme gosto recebermos Macau neste ano tão especial e neste átrio que normalmente atribuímos aos nossos amigos. Demonstrativo que o Porto, para além de ser um destino de turismo, também quer ser uma montra para o turismo de uma região como Macau”, assinalou, por seu turno, o vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente.

Facebook
Twitter
Instagram