O Instituto Politécnico de Macau (IPM) vai passar a ter um mestrado em tradução e interpretação chinês-português, indica um despacho publicado no Boletim Oficial do território.

O mestrado terá duas áreas de especialização, tradução e interpretação, e dois anos de duração, de acordo com o despacho do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam.
As línguas veiculares do curso de mestrado são as chinesa e portuguesa, sendo necessária para a obtenção do grau de mestre «um relatório de projeto original».
No ano letivo 2018/2019, o número de estudantes de português no IPM ronda os 500, de acordo com dados disponibilizados à agência Lusa no final do ano passado.
O IPM recebe ainda, todos os anos, 25 alunos do curso de licenciatura em tradução e interpretação chinês-português do Instituto Politécnico de Leiria.

 

Facebook
Twitter
Instagram