O belga Luc Descheemarker é o autor do desenho vencedo da edição deste ano do Porto Cartoon.

O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, volta a ser notícia, mas desta vez não pelas razões habituais. O chefe de Estado norte-americano é o rosto do desenho de Luc Descheemarker que venceu o primeiro prémio do Porto Cartoon 2019.
A caricatura vencedora mostra Donald Trump, mas o seu rosto transforma-se num camaleão com a língua de fora. Porém, nem a língua é normal, pois está representada por uma nota de dólar. O cartoon vencedor concorria na categoria principal do festival “Línguas e Mundo” e o anúncio foi feito em conferência de imprensa no Museu Nacional da Imprensa, no Porto, ao final da manhã desta segunda-feira.
Luiz Humberto Marcos, diretor do Museu Nacional da Imprensa e impulsionar do festival, diz que este desenho “mostra uma técnica inovadora, porque o artista trabalha primeiro no computador e depois vai pintando”, mas tem “uma leitura do ponto de vista do conteúdo muito forte, muito expressiva e muito atual”. Segundo o diretor do museu, o vencedor dá uma visão política sobre a relação entre o poder e a língua. “Dá perfeitamente para se fazer, a partir dele, muitos debates sobre o tema da língua”, acrescenta.
No segundo lugar ficou o croata Mojmir Mihatov e o terceiro prémio foi para uma criação do espanhol David Vela.
Para celebrar a 21ª edição do festival, o Museu Nacional da Imprensa escolheu as figuras de Bob Dylan, músico e prémio Nobel da Literatura em 2016, e Fernão de Magalhães, organizador da primeira viagem de circum-navegação de 1519 até 1522, feito que este ano faz 500 anos.
O vencedor da categoria Especial de Caricatura Bob Dylan foi o brasileiro Luiz Carlos Fernandes e o vencedor do Prémio Especial Caricatura Fernão Magalhães, foi o português Pedro Ribeiro Ferreira.

Facebook
Twitter
Instagram