A Film Symphony Orchestra (FSO), a única orquestra ibérica dedicada exclusivamente a bandas sonoras de cinema, escolheu Portugal para a sua estreia internacional. Os concertos estão marcados para dia 10 de março, no Coliseu do Porto, e 4 de maio, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa.

Esta é a primeira vez que a Film Symphony Orchestra (FSO) sai das fronteiras espanholas.
O mote da digressão internacional, que terá mais de 60 espetáculos, é o de homenagear a carreira de John Williams, um dos maiores e mais reconhecíveis compositores de cinema, responsável pela banda sonora de filmes como “Indiana Jones”, “E.T – O Extra Terrestre”, o “Tubarão”, de Steven Spielberg, o Episódio IV de “A Guerra das Estrelas”, o primeiro filme da saga Harry Potter, entre outros.
Na Invicta, o espetáculo acontece a 10 de março, no Coliseu Porto Ageas, enquanto que na capital o concerto será a 4 de maio, no Coliseu dos Recreios.A orquestra tocará mais de 15 bandas-sonoras de clássicos como “Tubarão”, “Indiana Jones”, “A Lista de Schindler”, “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, “Star Wars” ou “Parque Jurássico”, e temas menos conhecidos de filmes como “As Bruxas de Eastwick” ou “Terminal de Aeroporto”.
Além disso, a FSO interpretará outras peças musicais, como a “Fanfarra e Tema Olímpico”, criada especificamente para a cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos de Los Angeles de 1984.
Segundo revela o comunicado enviado às redações, os fãs da orquestra vão todos os anos aos concertos, muitas vezes disfarçados, para viver a “experiência FSO”.
“Esta experiência acontece tanto pelos comentários do carismático diretor da orquestra, Constantino Martínez-Orts, que introduz cada música para que o espetador possa situar-se no filme e reparar nos detalhes que fazem da banda sonora uma obra-mestra, como pelo espetáculo de luzes que acompanha a música, como também pelas atividades ‘extra’ incluídas nos espetáculos e outras surpresas a anunciar”.
Em Portugal, a FSO Tour 2018/19 apresentará uma novidade: um novo vestuário, em que todos os músicos aparecerão no cenário com uma roupagem “futurista, transgressora e cheia de força”, conforme as palavras do estilista da FSO, Jaime Guillem.
Os bilhetes já estão à venda nos locais habituais.

Facebook
Twitter
Instagram