A comissão eleitoral da República Democrática do Congo (RDCongo) informou hoje que um dos candidatos da oposição, Felix Tshisekedi, venceu as eleições presidenciais. Felix Tshisekedi prometeu ser o presidente “de todos os congoleses” depois que a comissão eleitoral da República Democrática do Congo (RDC) o declarou o vencedor das eleições há muito adiadas pelo país.

O resultado, que foi anunciado na madrugada desta quinta-feira, foi rejeitado pelo rival Martin Fayulu, que foi apoiado por pesos pesados da oposição e liderou as pesquisas antes das eleições de 30 de dezembro.
Tshisekedi venceu com 38,57 por cento dos mais de 18 milhões de votos, disse Corneille Nangaa, chefe da comissão eleitoral, por volta das 3h da manhã (horário local), em uma coletiva de imprensa que parecia ter sido programada para evitar qualquer reação imediata nas ruas.
Tshisekedi recebeu mais de sete milhões de votos, contra cerca de 6,4 milhões para Fayulu, que havia advertido contra a manipulação.
Emmanuel Ramazani Shadary, o candidato escolhido a dedo pelo presidente de longa data, Joseph Kabila, ficou em terceiro com cerca de 4,4 milhões de votos.

Facebook
Twitter
Instagram